Relato de Parto parte1

É madrugada do dia 27/10/2016, por volta das 4 h da manhã, 40 semanas e 4 dias, eu estou dormindo e, de repente, sinto uma contraçãozinha e penso: ‘devem ser as contrações de treinamento’, mas enquanto penso isso, sinto uma leve pressão na pélvis, coisa que não tinha acontecido antes. Volto a dormir. Algum tempo depois, nova contração. Pensei comigo: ‘será?’. Fui até a sala, dei uma caminhada, a contração passou. Voltei para cama, dormi e depois de mais algum tempo, outra contração. Enquanto procurava uma posição confortável, olhei para Alex, que estava dorm
indo, e pensei que seria melhor sair logo da cama ou acabaria acordando Alex que logo mais iria trabalhar. Levantei, fui até a sala, abri as janelas e vi que o dia começava a amanhecer: ‘vamos aproveitar para ver o nascer do sol’. Aproveitei essas horinhas silenciosas e solitárias para fazer um projetinho DIY com um álbum de fotos que ganhei no chá de bebê e não gostei muito da cara dele. Recorta aqui, contração, cola ali, contração. Era umas 7 h, finalmente finalizei o álbum. ‘Ótimo, vai que não dá tempo de fazer depois’.

relato de parto, rumo à maternidade, maternidade, parindo, mãe de primeira viagem, menino ou menina?, parto normal

O dia, para mim, começou bem atípico, parecia o prenúncio do que estava por vir. Quando Alex acordou, avisei que achava que tinha entrado em trabalho de parto, e ele acabou não indo ao trabalho para me dar uma forcinha, vai que as coisas fluem muito rápido, né?! Aquela manhã correu dentro da normalidade, mesmo com as contrações indo e vindo periodicamente, mas ainda sem constância. Hora do almoço. Já que o negócio ainda não tinha engrenado, à tarde Alex foi ao trabalho, enquanto eu e minha mãe fomos a uma consulta com minha obstetra. Na consulta, um toque e 2 cm de dilatação. ‘Que ótimo, acho que teremos um parto nesse final de semana’, disse a médica.

Nesse momento me deu um friozinho na barriga. Um mix de sensações que eu nunca havia experimentado. ‘Nossa, #thebaby está chegando!’. Voltamos para casa e disse a minha mãe que queria ir na Yoga, pois sabia que seria meu último dia no grupo de gestantes. Fomos à aula, eu e mainha, e na hora dos exercícios fiz apenas o que pude e consegui fazer. Ao final da aula não me senti muito bem, as dores das contrações começavam a incomodar e eu acabei vomitando. Minha doula, que também era a minha instrutora na Yoga, logo pediu para que eu viesse para casa e tentasse descansar porque ela já sabia o que viria pela frente e o caminho que teríamos que percorrer.

relato de parto, rumo à maternidade, maternidade, parindo, mãe de primeira viagem, menino ou menina?, parto normal, yoga

Ainda dia 27, são, aproximadamente, 22 h. Contrações, mal estar, vômito, vontade de ir ao banheiro, banhos quentes, senta na bola de pilates, mais contrações. ‘Pronto! O negócio engrenou’. Eu havia baixado um aplicativo para cronometrar o tempo e intervalo das contrações. Abre o app. Início de contração. Respira. Pausa na contração. Nos intervalos Alex tentava me tranquilizar e me fazia massagens. E assim ficamos, eu e Alex por algum tempo.

Dia 28/10/2016, 1 h e 30 min da madrugada. “Alex, manda pra Maíra os intervalos de contração, vê com ela como está a evolução e pede pra ela vir”. Nessa altura do campeonato, Alex já estava bastante cansado e com sono e minha mãe, que tinha deitado um pouco para descansar, levantou e assumiu o posto que, até então era dele. Maíra chegou, conversou conosco para se inteirar de como andava o nosso TP (trabalho de parto), fez massagens para aliviar as dores, colocou compressa, me ajudou a respirar melhor. Passaram-se algumas horas. As contrações já estavam tão regulares que nem marcávamos mais no app. Maíra me sugere um banho quente para aliviar as dores e as tensões. Devo ter passado 1 h debaixo do chuveiro (desculpa, Planeta, mas eu precisava disso!). Enquanto estava embaixo d’água, no intervalo das contrações, me sentia completamente diferente de tudo que já senti. Era uma sensação de sair do meu corpo, não sei explicar exatamente. Sei que era confortante, mas quando menos eu esperava, vinha outra contração e lá estava eu querendo fazer força.

Penso: ‘Eita! Acho que é hora de ir pra maternidade!’. Sai do banho, vesti uma roupa e lá vem mais uma. A única posição confortável que eu achei, fora do banho, era sentada no vaso sanitário com as pernas para cima apoiadas na parede. Sinto vontade de fazer força. Maíra pergunta qual o nível da minha dor e eu logo aviso ‘beira o insuportável’. Ainda não sabia de nada, inocente!

relato de parto, rumo à maternidade, maternidade, parindo, mãe de primeira viagem, menino ou menina?, parto normal

Continua no próximo post!

Imagens: Acervo Pessoal

Anúncios

Sobre Suy

Olá! Meu nome é Suylannie, mais conhecida como Suy.

2 Respostas para “Relato de Parto parte1

  1. Paula Lima

    Poxaaaaa, precisando ler a continuação! Rsrs

E aí, o que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba nossos posts por e-mail.

Junte-se a 875 outros seguidores

Categorias

Eu Sou do CBBlogers

Parceria:

%d blogueiros gostam disto: