Diário de Bordo: Rio de Janeiro-RJ

Olá, pessoas.

O diário de bordo está no ar e a viagem da vez foi realizada em maio com destino ao Rio. Eu e Alex decidimos aproveitar o feriado do trabalhador na cidade maravilhosa, dessa vez fomos à procura de um lugar na Lapa ou em Santa Teresa, pois todo primeiro sábado do mês tem a Feirinha do Lavradio e nós estávamos querendo aproveitar ao máximo o bairro mais boêmio do Rio. Através do Airbnb conhecemos o BananaZ Hostel, acessamos o site para ver melhor os valores, instalações, ficamos bem empolgados com a localização e toda a relação custo-benefício do local e fizemos nossas reservas.

Diário de Bordo, Rio de Janeiro, RJ, Viagem, Lagoa Rodrigo de Freitas, Bike Itaú, Cristo Redentor, Pão de Açúcar

Seguimos para a capital fluminense. Na sexta ficamos com os familiares que moram em São Gonçalo, aproveitamos para dar um passeio em Niterói, e só fomos para o Rio mesmo no sábado. Fomos de barca por ser um transporte um pouco mais barato e, quiçá, mais rápido do que o ônibus, descemos na Praça XV e decidimos ir a pé para o hostel.

O hostel é localizado na rua lateral ao Hospital do Carmo, no coração da Lapa. Quando chegamos ainda não tinha dado nosso horário para o check-in, mas as meninas foram super receptivas e disseram que poderíamos deixar nossas bagagens lá sem preocupação até dar o horário. Ficamos bem satisfeitos com a nossa escolha, pois o pessoal foi bastante atencioso conosco e nos sentimos em casa. Deixamos as coisas lá, fomos almoçar e dar uma volta na feirinha até que desse a nossa hora. Quando voltamos, fizemos o check-in, fomos apresentados aos nossos aposentos (quarto compartilhado para 7 pessoas). O espaço é bem colorido, agradável e super confortável, além de a nossa diária ter custado R$ 45,00 (cada).

Diário de Bordo, Rio de Janeiro, RJ, Viagem, Lagoa Rodrigo de Freitas, Bike Itaú, Cristo Redentor, Pão de AçúcarNo sábado andamos muito na feirinha do Lavradio, depois nos deparamos com a Tiradentes Cultural, uma feira com oficinas de pintura, dança e atuação, algumas bancas de cervejas artesanais e concursos culturais no entorno da Praça Tiradentes. O dia foi chegando ao fim e retornamos ao hostel para dar uma descansada e depois sair novamente à noite. Tivemos algumas oportunidades incríveis! No Lavradio tinha uma banda de Jazz e Blues super bacana (pena que não sei o nome), meio que assistimos um ensaio de Tributo à Los Hermanos no Circo Voador, além de conhecermos o primeiro bloco de carnaval do Rio que toca forró, o Forró do Lorival. E a nordestina boba que existe dentro de mim ficou toda emocionada ao ver tantas pessoas seguindo aquele bloco pelas ruas da Lapa, cantando e dançando, outras tantas parando nas ruas para ver/ouvir um ritmo tipicamente nordestino. E, fechando a noite com chave de ouro, para aquecer no friozinho que começava a dar as caras, tomamos um caldo de feijão no Boteco do Gerson. Delicioso e pela bagatela de R$ 10,00.

No domingo pela manhã, resolvemos conhecer um pouquinho de Santa Teresa. Para quem não conhece, o bairro fica localizado numa serra na região central entre a zona sul e o centro do Rio. Subimos, subimos e subimos mais um pouquinho até que chegamos ao Parque das Ruínas que é um lugar belíssimo onde acontecem algumas exposições, cursos de artes e peças teatrais. Em suma, o Parque das Ruínas é um Centro Cultural com um mirante 360º  com uma vista panorâmica incrível da Baía de Guanabara, do Pão de Açúcar e do Centro.

Estilo S - RJ2A tarde, após o check-out, estávamos indecisos. O pessoal do BananaZ disse que poderíamos deixar as bagagens lá (sem pagar adicional) para rodarmos pelo Rio e depois voltarmos para buscar. Ainda não sabíamos para onde ir: Jardim Botânico ou Parque Lage? Optamos por conhecer o Parque Lage, que é um local ótimo para fazer picnics, passeios em família e curtir um bom final de tarde. Além disso, lá também tem exposições e é uma ótima opção para quem gosta de fazer trilhas (você pode chegar até o Corcovado pelo Parque Nacional da Tijuca).

Diário de Bordo, Rio de Janeiro, RJ, Viagem, Lagoa Rodrigo de Freitas, Bike Itaú, Cristo Redentor, Pão de AçúcarDepois decidimos fazer um passeio de bicicleta pela Lagoa Rodrigo de Freitas, pegamos aquelas bikes do Itaú e pedalamos por toda a lagoa apreciando o visual, demos uma parada, tomamos um ar e voltamos ao hostel para buscar nossas bagagens e finalizar nossa viagem. O Rio sempre nos deixa com um gostinho de ‘quero mais’.

Imagens: Acervo Pessoal

Anúncios

Sobre Suy

Olá! Meu nome é Suylannie, mais conhecida como Suy.

E aí, o que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba nossos posts por e-mail.

Junte-se a 875 outros seguidores

Categorias

Eu Sou do CBBlogers

Parceria:

%d blogueiros gostam disto: