Diário de Bordo: Rio de Janeiro-RJ

Olá, passageiros!

Cá estou eu com mais um diário de bordo rumo à cidade maravilhosa. Fomos ao Rio há dois meses (fev/14), eu, o marido e a cunhada (Alana) que veio passar as férias conosco. Aproveitamos que ela estaria voltando para Natal durante um final de semana e decidimos fazer uma nova visita ao errejota e apresentar alguns lugares a ela, que ainda não conhecia nada. Desta vez, fizemos um roteiro mais elaborado, já que teríamos o sábado e o domingo inteiros para passear. O cronograma ficou dividido da segunte forma: sábado – centro; domingo – praias.

Diário de Bordo, Rio de Janeiro/RJ, RJ, Viagem Cultural, Praias, Ipanema, Pedra do Arpoador, Copacabana

Ao chegar na Rodoviária Novo Rio, às 7h da manhã, somos recepcionados por uma multidão de gente (nativos e turistas) andando apressadamente de um lado para o outro e o nosso primeiro sentimento é: “Alguém me tira daqui!”, não exitamos e logo saimos de lá para pegarmos um ônibus para a Cinelândia. Como nossa última viagem havia sido pelo Centro Histórico, resolvemos apresentá-lo a minha cunhada. De lá, fomos às Livrarias Cultura e Travessa, para Alex fazer algumas comprinhas, enquanto eu e Alana descansávamos. HQs na mochila, partimos em direção à Rua do Ouvidor, onde conhecemos a bela Confeitaria Colombo e o point hipster Starbucks que fica quase em frente à confeitaria. Para não perder a oportunidade, tomamos uns cafés para conferir se era bom mesmo. Cá entre nós, o cappuccino que eu tomei era igual ao de tantos outros cafés que já fui. Mas enfim, o ambiente é bem agradável, apesar de Alex ter ficado incomodado com uma música de “lombra hindu” (conforme ele mesmo definiu). Fomos almoçar, prometendo que retornaríamos a Colombo para a sobremesa. Almoçamos, mas não voltamos. Perdemos a chance de provar alguns quitutes da famosa confeitaria carioca.

Diário de Bordo, Rio de Janeiro/RJ, RJ, Viagem Cultural, Cinelandia, Theatro Municipal, Camara Municipal, Praça Mal. Floriano, Confeitaria Colombo, Livraria Cultura, Livraria da Travessa, Starbucks

Fomos para o hostel que reservamos a fim de evitar surpresas indesejadas como da outra vez. Metrô Cinelândia – Metrô Catete – Hostel República. Graças a Deus, tudo certo com nossas reservas! Ótima localização, bem recebidos, super confortável e um precinho camarada. Ficamos num quarto privativo com 4 camas de solteiro, ar condicionado, TV e wc com chuveiro quente. Tudo pela bagatela de R$ 210,00! Check-in ok, fomos para nosso quarto para fazer reconhecimento da área e aproveitarmos para tomar um belo banho e nos livrarmos das mochilas pesadas. Feito isso, fomos conhecer a região e, de repente, estávamos na Praia do Flamengo! Quatro horas da tarde, horário de verão, solzão e praia lotada! Apreciamos o visual e fomos bater perna de novo. No Largo do Machado, a bela e imponente Ig. de Ns. Sra. da Glória nos recepcionou! Entramos bem no meio de uma missa e não tivemos como fotografá-la internamente. Ainda no Largo, fomos atraídos pelo batuque do grupo Kafrika Folk Pop, com muita música e danças típicas africanas. Pesquisando depois sobre o grupo, descobri que eles são colombianos e que objetivam viajar por todo o Brasil e América do Sul mostrando o seu trabalho e fazendo a cultura afrocolombiana ser cada dia mais conhecida. A noite foi surgindo e o cansaço foi tomando conta de nós três. Voltamos para o hostel, e decidimos não sair mais. Ficamos por lá mesmo jogando cartas e algumas partidas de sinuca. No domingo, tomamos nosso café, fizemos o check-out e rumamos as praias.

Diário de Bordo, Rio de Janeiro/RJ, RJ, Viagem Cultural, Hostel República, Largo do Machado, Ig. Ns. Sra. da Gloria, Kafrika Folk Pop, Descanso, Catete

Metrô Catete – Metrô Ipanema. Pegamos metrô algumas vezes. No sábado fiquei surpresa, pois estava completamente vazio, parecia que tínhamos fretado. Já no domingo, lotadíssimo! Muita gente indo se divertir na praia. Apesar da lotação, acredito que é, sem dúvida, o melhor meio de transporte terrestre. Fomos do Catete à Ipanema em 5 minutos! Descemos bem no meio da Feira Hippie Ipanema, na Pç. Gal. Osório. Visitamos os stands, conhecemos o expositor e pintor Paulo César, apaixonado pelas artes plásticas, tem um trabalho fenomenal! Mas nosso objetivo era conhecer algumas as praias, então, seguimos em direção a Ipanema. Calorão, loucos para entrar na água, e qual nosso primeiro sentimento ao molhar os pés no mar? Frustração! Impossível se banhar nas águas geladas do Rio. Desistimos e voltamos a andar. Fomos até a Pedra do Arpoador. Subimos e fotografamos, é claro, em seguida, fomos almoçar. Sem indicação alguma de locais para comer, entramos no primeiro restaurante que achamos bacana: Banana Jack Beer. Não poderíamos ter escolhido melhor! Ótimo atendimento, ambiente super agradável e, o mais importante, comida deliciosa. Ah, para quem é chegado em cervejas diferentes, aqui vai uma dica: chopp de banana. Você já ouviu falar? Não? Pois é, no Banana Jack tem e o Alex aprovou. Recarregamos nossas baterias e partimos para Copacabana. Andamos mais alguns minutos pelas ruas da zona sul, quando demos de cara com a famosa estátua de Carlos Drummond, percebemos então que estávamos num dos calçadões mais famosos do mundo. Não perdemos a oportunidade de fazer aquela fotografia manjada ao lado do escritor. Depois sentamos na areia e ficamos vendo o tempo passar. Mais uma vez tentamos entrar na água e mais uma vez a tentativa restou frustrada. Para não morrermos de calor, Alex  teve a magnânima ideia de colocar água nas garrafas que trazíamos. Em suma, tomamos “banho de cuia” nas areias de Copacabeach. Passeando pela orla, acabamos no meio do ensaio do Bloco das Carmelitas.

Diário de Bordo, Rio de Janeiro/RJ, RJ, Viagem Cultural, Praias, Ipanema, Pedra do Arpoador, Copacabana, Banana Jack Beer, Carlos Drummond de Andrade, Chopp de Banana

Das belas praias cariocas, podemos dizer que, até agora, aproveitamos apenas o cenário! Mas o Rio ainda tem muito a nos oferecer. Quem sabe, em breve, estaremos por lá de novo.

Imagens: Acervo Pessoal, Paulo Cesar Cattelan, Hostel República, Hotel Regina, Panoramario.

Anúncios

Sobre Suy

Olá! Meu nome é Suylannie, mais conhecida como Suy.

E aí, o que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba nossos posts por e-mail.

Junte-se a 875 outros seguidores

Categorias

Eu Sou do CBBlogers

Parceria:

%d blogueiros gostam disto: